sexta-feira, 31 de julho de 2009

Governo reajusta benefícios do Bolsa Família em cerca de 10%

A edição do Diário Oficial da União desta sexta-feira (31) publicou o decreto que concede reajuste médio de 9,9% aos benefícios do Bolsa Família. O limite máximo por família foi reajustado de R$ 182 para R$ 200.
De acordo com o decreto, assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelos ministros do Planejamento, Paulo Bernardo, e do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, o benefício básico mensal concedido às famílias foi reajustado de R$ 62 para R$ 68.
Já o benefício variável subiu de R$ 20 para R$ 22 por filho, sendo o pagamento limitado a três filhos por casal. O benefício vinculado aos adolescentes com idade de 16 a 17 anos matriculados em estabelecimentos de ensino, que era de R$ 30, passa para R$ 33, até o limite de R$ 66 por família. O decreto também estabelece que o programa atenderá famílias em situação de pobreza, com renda per capita de até R$ 140, e de extrema pobreza, com renda de até R$ 70.
A partir do dia 1º de setembro, cerca de 11 milhões de famílias atendidas pelo programa poderão sacar o benefício já com os valores reajustados. O reajuste, segundo o governo, corresponde ao aumento de preço dos alimentos dos últimos meses, calculado com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor.
Neste mês de julho, o Bolsa Família distribuiu R$ 994,7 milhões para 11,4 milhões de beneficiários em todo o país, média de R$ 85 por família. O governo não informou qual será o impacto do reajuste nas contas públicas. O anúncio oficial do aumento deve ser feito nesta tarde pelo presidente Lula em Belo Horizonte.

Prazo de filiação partidária pode ser reduzido para seis meses

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5238/09, do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que reduz para seis meses antes do pleito o prazo de filiação partidária e de obtenção do domicílio eleitoral. A proposta altera a Lei das Eleições (9.504/97).
Atualmente a lei determina que a filiação e o domicílio, ambos obrigatórios para concorrer às eleições, devem ocorrer no prazo de um ano antes do pleito - ou seja, até outubro do ano anterior.
O deputado avalia que esse prazo está descolado da realidade política. De acordo com ele, é difícil para um candidato conhecer o quadro político da sua base eleitoral um ano antes das eleições, período sujeito a mudanças na orientação partidária, na configuração dos demais candidatos e das coligações.
Ao tornar o prazo de filiação mais próximo da eleição, o político terá mais informações para decidir o partido por meio do qual vai enfrentar o pleito, argumenta Cunha.
O projeto tramita em regime de prioridade apensado ao PL 2211/07, do deputado Rogerio Lisboa (DEM-RJ). Antes de ser votado pelo Plenário, ambos serão analisados pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Idosos passam a ter atendimento preferencial na Justiça e na administração

Lei publicada na edição desta quinta-feira (30) do Diário Oficial da União garante a pessoas a partir dos 60 anos de idade ou com doenças graves prioridade no andamento de processos judiciais e atendimento na administração pública. Antes, a prioridade valia apenas para quem tinha mais de 65 anos de idade.
A nova lei estende a preferência para portador de doença grave ou de deficiência física ou mental no caso de procedimentos administrativos federais, mesmo que a doença tenha surgido depois do início do processo. O cidadão a partir de 60 anos também passa a usufruir de prioridade na administração pública federal.
Para ter direito ao benefício, a pessoa precisa comprovar a doença ou deficiência aos órgãos competentes. Os autos judiciais ou administrativos passarão a tramitar com numeração diferenciada dos demais. Em caso de morte, a prioridade é transferida ao cônjuge ou companheira.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

“O rinoceronte e o batalhão de marimbondos”

Desconheço no Brasil um trabalho com o fôlego de pesquisa deste A Ditadura da Mídia que organize de maneira tão sintética o problema da disputa midiática atual.
Ele trata de uma batalha, de uma disputa, de uma luta entre aqueles que têm construído um novo patamar na democratização das comunicações e, ao mesmo tempo, denuncia as corporações midiáticas e suas mazelas. Ou seja, não fala de uma ditadura, mas de um conflito.
Até acho que é um conflito assimétrico. Algo como um exército tradicional e um bando meio desorganizado, mas ao mesmo tempo relativamente eficiente de guerrilheiros. Ou como prefiro, entre alguns rinocerontes e um batalhão de marimbondos.
No primeiro capítulo, “Poder mundial a serviço do capital e das guerras”, ele nos compila uma série de dados sobre a estrutura midiática global destacando alguns países como Estados Unidos, Itália e Espanha. Sem exagerar, diria que é um curso sobre a forma como atualmente funcionam e se organizam as corporações midiáticas.
“A ditadura da mídia como se vê não é inabalável.”

Os bancos públicos e a plataforma imediata do PCdoB

O desafio de todo partido político que verdadeiramente pretenda influir no curso dos acontecimentos é sustentar um discurso que tenha aderência na realidade. E que seja compreendido por extensas camadas da população. Fora disso, ou é o vazio, ou o doutrinarismo inconseqüente.
Uma das razões da existência ininterrupta do PCdoB por mais de oito décadas, num país em que a tradição institucional é de partidos conjunturais e efêmeros, é precisamente a busca incessante de sincronizar o seu discurso com as aspirações e necessidades da nação e do povo. Isso se dá como produto de uma combinação entre a presença permanente na cena política e na luta social com a elaboração teórica e a atualização de suas propostas.
No transcurso do seu 12º. Congresso - ora em fase de assembléias de base -, dois documentos guardam entre si uma íntima e indissociável relação: o novo Programa e o projeto de Resolução Política acerca da situação nacional. Em ambos, independentemente de concordar ou não, o observador há que reconhecer um discurso assentado na realidade brasileira e sincronizado com o os fatos vivos do cotidiano.
Quer um exemplo? Na plataforma de ação imediata contida no projeto de Resolução acerca da situação política do país, destaca-se a proposta de que “o sistema financeiro público seja fortalecido, mais integrado e coordenado, como um pólo de crédito imprescindível à elevação da taxa de investimentos, concentrados em infraestrutura, elemento central do desenvolvimento nacional”.
Pois bem. Anteontem o Banco Central reconheceu o peso específico dos bancos oficiais no enfrentamento da crise no sentido de restabelecer a oferta de crédito interno a pessoas físicas e empresas. Em junho de 2008, os bancos públicos – sobretudo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES – participavam com 34,5% da oferta do crédito global; no primeiro semestre deste ano, esse percentual aumentou para 38,6%.
Os bancos privados, por seu turno, fizeram o caminho inverso: de uma participação de 44,1% decaíram para 41,6%, cabendo aos bancos estrangeiros o percentual de 19,8%. O estoque total de crédito estimado no Brasil é de R$ 1, 278 trilhão.
Esses dados, aqui amealhados a título de demonstração, revelam a um só tempo uma faceta positiva da “era Lula”: o reforço gradativo do papel do Estado na indução do desenvolvimento econômico; e a viabilidade política do fortalecimento do sistema financeiro público, defendida na Plataforma do PCdoB.

“PMDB não está inserido na base da governadora”, diz Garibaldi

O senador Garibaldi Filho voltou a reforçar que o PMDB não está na base aliada da governadora Wilma de Faria (PSB). Para ele, o partido poderá fazer qualquer aliança nas próximas disputas sem nenhum problema, por acreditar que a legenda mantém uma posição independente. “Pra mim o PMDB não está propriamente inserido na base da governadora. Ele tem uma posição independente e pode se aliar a Wilma ou não nas próximas disputas”, declarou ele. Para Garibaldi Filho, não está descartada nenhuma possibilidade, inclusive estar no mesmo palanque que o senador José Agripino, que também já declarou acreditar em uma aliança entre PMDB e DEM em 2010. “Tudo pode acontecer”, enfatizou o peemedebista. O senador não quis opinar sobre a possível escolha da governadora Wilma de Faria pela candidatura do vice-governador Iberê Ferreira de Sousa (PSB) ao comando do Estado, deixando de lado os também pré-candidatos deputados Robinson Faria (PMN) e João Maia (PR). “No momento não tenho possibilidade em opinar sobre uma questão dessas porque é muito interna. O que posso dizer é que qualquer candidato poderá receber o apoio do PMDB porque não decidimos nada ainda. Não só estes pré-candidatos como também o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT)”, disse Garibaldi.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Fernando Lucena: "O PT deixou de ser um partido ideológico para ser fisiológico"

O ex-vereador do PT, Fernando Lucena, concedeu entrevista ao Jornal Correio da Tarde onde critica veementemente o partido e sua atual direção.

Segundo Lucena, o partido deixou de ser um partido ideológico para ser filosófico. “O partido não leva mais em consideração as classes trabalhadoras e pensa somente em objetivos eleitorais” – ressaltou o petista.

Lucena falou ainda sobre o encontro estadual da legenda, que acontece na próxima sexta-feira, para traçar os rumos do partido para as eleições de 2010. “O PT está abandonando sua ideologia dos movimentos sociais, esquecendo da classe trabalhista e pensando somente em eleições. Precisamos resgatar a verdadeira ideologia política. Não podemos aceitar esse fisiologismo”, esbravejou.

Outro ponto destacado pelo ex-vereador petista foi a aliança entre o PT e o PSB da governadora Wilma de Faria, para ele o Partido dos Trabalhadores se tornou submisso aos socialistas do PSB. “Temos que caminhar com pernas próprias. Um partido de grandeza como o PT, que possui a presidência da república, não pode ficar a reboque de uma legenda nanica – em nível nacional – como é o caso do PSB, afirmou.

Cel. Freitas faz entrega de nova viatura a policia local

Autoridades do municipio, Pefeito Souza, Delegado Clayton Pinho, Cap. Andrelino e Cel Freitas participaram da solenidade de reinauguração das novas instalações da Delegacia de Policia local. No mesmo evento o Prefeito divulgou os nomes das pessoas que formam o conselho municipal de segurança da cidade, fez tambem a entrega de 30 certificados do curso de capacitação para a guarda municipal.

Garibaldi visita Areia Branca e se reune com aliados

O Senador Garibaldi e o filho Deputado Walter Alves visitaram a nossa cidade nesta Terça Feira 28-07. O encontro aconteceu no salão nobre da prefeitura, o prefeito Souza convidou Vereadores, secretários e presidentes de partidos, todos foram ouvir o que tinha a dizer Garibaldi. O lider do PMDB no estado fez uma exposição da real situação politica do momento. O senador disse que o PMDB pode se coligar com o PSB ou com o DEM. Os aliados em Areia Branca querem apoiar Garibaldi e Vilma para o Senado. Sobre o governo do estado o grupo vai esperar as definições politicas.

Prefeitos que votam em Vilma para o Senado

A governadora Wilma de Faria pretende se reunir com os prefeitos" para discutir a sucessão estadual de 2010 e se chegar ao consenso quanto a escolha do candidato.O que importa é a união da base para caminhar rumo a um projeto vitorioso. No momento, os "governadoráveis" - Iberê Ferreira, Robinson Faria e João Maia - estão em pé-de-guerra, disputando acirradamente a indicação do nome governista.Wilma não excluiu o ex-prefeito Carlos Eduardo da lista de pré-candidatos ao governo do wilismo, mas advertiu que ele "precisa" se definir. Quando Carlos Eduardo se definir, será incluindo na lista - condicionou Wilma, em entrevista a imprensa de Mossoró nesta Terça Feira 28-07. Na foto os prefeitos, Veronilde,Souza, Titico, governadora Vilma e a Deputada Sandra.
Vai ser uma dor de cabeça grande pra definir o candidato governista...

terça-feira, 28 de julho de 2009

Garibaldi visita Areia Branca nesta terça e fará reunião secreta com aliados

A terça-feira, 28, em Areia Branca, promete ser movimentada em virtude da visita do senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) que cumpre agenda no interior do estado desde a semana passada. A chegada à cidade deve ocorrer por volta das 18h, depois que percorrer os municípios de Felipe Guerra, Apodi, Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado.

Com o propósito de fazer uma prestação de contas das ações implementadas pelo seu mandato em favor dos municípios, Garibaldi Alves definiu um extenso cronograma de visitas ao interior. Em Areia Branca o senador potiguar terá recepção calorosa, pois independente das manifestações promovidas pelas lideranças políticas ligadas ao parlamentar, o areiabranquense nutre grande simpatia pelo mesmo.

Em nível local, a presença de Garibaldi Alves será oportuna para o grupamento governista tratar de questões importantes que dizem respeito a pleitos reivindicatórios para o município e que envolvem o processo eleitoral que se aproxima

Garibaldi vai ouvir as bases locais do grupo que lhe dá sustentação política no município e, obviamente, antecipar detalhes do que está sendo discutido nos bastidores sobre as eleições de 2010. Há quem diga que a visita do senador teria como propósito medir o grau de entusiasmo dos seus aliados em relação a uma eventual candidatura da senadora Rosalba Ciarlini (DEM) ao Governo do Estado.

Depois da reunião, caso não haja inconveniente na agenda de Garibaldi, será oferecido um jantar. Essa será a primeira visita do senador ao município, depois da reeleição do prefeito “Souza”. Ele esteve aqui na campanha eleitoral, acompanhado do deputado federal e presidente estadual do PMDB, Henrique Alves.

Ciro em São Paulo, uma alternativa difícil

Seria um bom nome, sem dúvidas, capaz de enfrentar a supremacia tucana em São Paulo.
Mas não é uma solução simples, ainda que tenha a concordância dos partidos aliados.
O problema está no PT, que apesar da idéia ser bancada pelo presidente Lula resiste em abrir mão da cabeça da chapa na sucessão do governador Serra.
Cá da província, a impressão que dá é que o PT paulista ainda não acumulou condições subjetivas para aceitar uma opção tática melhor, porém fora de seus quadros.

Extinção do Senado só com o parlamentarismo

Bobagem falar em extinção do Senado no sistema presidencialista vigente.
A solução unicameral está vinculada a parlamentarismo – um regime que se adotado poderia dar mais estabilidade ao processo institucional brasileiro.

Um só palanque nos estados não será fácil

Pela voz do atual presidente nacional, deputado Ricardo Berzoini, o PT tem manifestado o desejo de costurar um só palanque das forças que compõem a aliança governista em cada estado. . Não será fácil. A coalizão em torno do governo federal não suplanta diferenças e interesses locais, num país marcado por discrepâncias regionais acentuadas.
Aguardem!!!

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Petistas anunciam em SP pré-candidatura de Dilma

Agora é pra valer: a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff será apresentada pela primeira vez à militância petista como pré-candidata à sucessão presidencial de 2010. O esperado evento acontecerá no dia 8, em São Paulo, no encontro que fecha o ciclo da caravanas promovidas pela sigla no estado.

Mauá foi a penúltima cidade a receber a edição. A reunião, que ocorreu no sábado, contou com cerca de 850 pessoas. Embora Dilma não tenha ocupado cargo eletivo, os petistas do Grande ABC não pouparam elogios à escolhida de Lula. Uma de suas maiores defensoras foi a ex-ministra do Turismo Marta Suplicy, que ressaltou a ousadia do partido em lançar uma candidata mulher para presidência. “E a Dilma não é qualquer mulher — ela é muito especial. Ela tem um grande trabalho a apresentar.”

O deputado federal José Genoíno engrossou o coro e convocou a militância presente a apoiar o plano de política nacional da legenda. “O PT tem de construir palanque em todos os estados para ajudar a levantar a candidatura de Dilma.” O membro da executiva estadual e candidato derrotado à Prefeitura de Rio Grande da Serra, Carlos Augusto César, o Cafú, afirmou que Marta foi a responsável por disseminar a candidatura de Dilma em quase todas as Caravanas que percorreram São Paulo neste ano.

Presentes no evento, o senador Eduardo Suplicy, o deputado estadual e líder de governo na Assembleia Rui Falcão e o presidente do diretório estadual Edinho Silva também discursaram sobre a importância de unir a sigla em torno da candidatura da ministra. Além de discutirem a situação política do partido, as caravanas propostas pelo PT apontaram diretrizes para as eleições do próximo ano, debatendo, inclusive, o virtual candidato ao governo do estado.

Enquanto a escolha para sucessão de Lula já está certa, o impasse em relação ao melhor nome para o governo do estado continua. A meta, segundo o presidente estadual Edinho Silva, é definir o plano de governo, junto com os partidos aliados. “Só daí teremos como saber qual o candidato que mais se encaixa no perfil.”

Questionada se faria uma dobradinha feminina no próximo ano, Marta Suplicy preferiu deixar a escolha a cargo do presidente Lula. “A guerra tem general — e é ele que tem de assinalar qual é a estratégia. Eu sou apenas um soldado que obedece o general.”

José Agripino é o terceiro em número de faltas do Senado

O senador José Agripino (DEM) ficou em terceiro lugar na lista de faltosos do primeiro semestre do Senado. Ele não compareceu a nove das 58 sessões em que deveria estar presente. O campeão de faltas foi o presidente da Casa, José Sarney (PMDB), com 17 faltas em 60 sessões.
O levantamento foi feito pelo Congresso em Foco e exclui os períodos de licença médica.
Garibaldi Alves (PMDB) faltou duas de 52 sessões e ficou em 36º lugar. Rosalba Ciarlini (DEM) teve 100% de presença nas 52 sessões em que não estava de licença. Ficou no fim da fila, em 60º lugar.
Quando se observa a quantidade de licenças, a lista dos senadores potiguares se inverte:
a senadora do DEM foi campeã, com sete afastamentos temporários, sendo seis em missão política e uma por motivos de saúde.
Garibaldi registrou seis licenças, também para cumprir agenda política (5) e para consultas médicas (1). Por último vem José Agripino, com apenas dois pedidos de licença para fins políticos.
O senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA) é o mais assíduo da Casa: compareceu às 60 sessões e não precisou pedir licença no primeiro semestre de 2009.

domingo, 26 de julho de 2009

Glênio Sá: O tempo passa, mas a memória permanecerá viva em nossos corações!

Escrevo hoje com a mesma dor de quem escreveu em seu diário há 19 anos: Painho, agora que sei que sua casa é no céu, queria pedir para jogar uma estrela como presente. E porque não dizer com a mesma saudade. Como define Pablo Neruda, a saudade é amar um passado que ainda não passou e recusar um presente que nos machuca.
A única diferença que o tempo me coloca é o verso. Quem não se lembra do poema de Bertold Brecht sobre os que lutam um dia, um ano ou até anos a fio? São bons, muito bons, alguns melhores. Mas imprescindíveis são os que lutam a vida toda. Do exemplo da vida à militância, são homens imprescindíveis como o meu Pai, Glênio Sá, que conferem consistência histórica aos partidos portadores de um programa revolucionário, como o Partido Comunista do Brasil.
Não rara as vezes, pedem-me para falar de Glênio Sá. Dizem conhecê-lo como líder político, mas têm a curiosidade de saber um pouco mais dele como homem, da sua vida. Como filha, tenho as melhores recordações. Era um pai carinhoso, brincalhão, amável. Tenho do meu pai a lembrança de uma pessoa muito doce, calma, calada e presente. Sempre que falo ou penso nele me vem a sua imagem sorrindo. Seu aspecto era o de uma pessoa que sabia seu papel na vida e vivia como se tivesse ainda todo o tempo do mundo pela frente.
Possuía a coragem e a paciência de quem fez uma descoberta de vida na vivência do sofrimento e a internalizou definitivamente como sabedoria. Aqueles que o conheceram mais de perto, sabem que era de um temperamento afável no trato com as pessoas, um homem de muita compreensão com o lado humano.
Homem de Partido era arguto e ágil no pensar e no agir. Incansável, infundido confiança, jamais se dobrou às dificuldades, nunca temeu sacrifícios e riscos nem pensou em si mesmo ou em comodidades. Nem podia, como verdadeiro comunista não escolhia tarefas. Estava disposto a realizar qualquer missão designada pelo PCdoB.
No combate à Ditadura Militar, empenhou-se para que o Partido estivesse à altura de cumprir seu papel, e para que nós pudéssemos viver em democracia e desfrutássemos das liberdades individuais e sociais conquistadas.
Impossível terminar sem a saudação tão entranhadamente latino-americana:

Camarada Glênio Sá, Presente! Agora, e Sempre!

sábado, 25 de julho de 2009

Precisamos lutar pelo fortalecimento do SUS

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu as bases para a universalisação da saúde no Brasil, onde ricos e pobres, negros e brancos, homens e mulheres... passaram a ter acesso a uma infinidade de procedimentos finaciado pelo poder público. E, em 1990 foi institucionalizado pelas Leis Federais 8.080 e 8.142, o Sistema Único de Saúde (SUS).

Precisamos lutar pelo fortalecimento do SUS pois ele se constitui na atualidade como o melhor e maior programa de política pública social já aplicado no Brasil. O SUS atende indiscriminadamente qualquer cidadão brasileiro e se encontra estabelecido em todos os entes federativos de nossa república. Essa aplitude estar alicerçada nos seguintes princípios: caráter público, universal, igualitário e participativo.

O caminho para o fortaleciento do SUS passa por maiores investimentos, gestão moderna exercida pelo poder público e regulamentação dos serviços de saúde ofertados pela inciativa privada. Ainda, se faz necessário igualmente fortalecer a Seguridade Social, garantido o preceito constitucional de acesso universal à proteção social.

O SUS procura suprir a todos os brasileiros, inclusive aqueles que tem planos de saúde privados, o direito saúde. Basta ver que é esse sistema que disponibiliza a povo os procedimentos de alta complexidade, prover tratamento para pessoas com câncer e submetidos a diálise, executa quase em sua totalidade os transplantes entre tantas outras ações. Quando se avalia o planos privados esses são dependetes do SUS.

É necessário que os usuários desse sistema defenda com unhas e dentes essa dádiva que o Brasil tem. Precisamos fiscalizar os estabelecimentos públicos e privados que mantêm convênios com o SUS para que usem de forma correta os recursos alocados pelo povo brasileiro, não podemos em hipótese nenhuma vacilar e deixar que a corrupção e as artimanhas danosas enfraqueçam o SUS.

O Sistema Único de Saúde é nosso, é do povo brasileiro!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Nota do PCdoB

Toque de Recolher é crime contra a Juventude

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e a União da Juventude Socialista (UJS), no seu compromisso com os direitos da juventude, repudia veementemente a campanha que propõe a instituição do toque de recolher, após as 23 horas, para menores de 18 anos na cidade de Areia Branca. Com essa medida, os autores da campanha, membros do Conselho Tutelar e da Policia Militar, punem o jovem por uma situação da qual ele é a principal vítima.

Restringir a liberdade de um indivíduo, partindo do pressuposto de que ele pode cometer uma infração, é uma arbitrariedade e atenta contra a Constituição que prevê a liberdade de ir e vir a todos os cidadãos. Além do mais, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) estabelece no seu artigo 106 a privação de liberdade somente ao adolescente que for flagrado no ato da infração. Portanto, essa medida é inconstitucional.

É um imenso equívoco responsabilizar o adolescente pela incompetência do Estado brasileiro na garantia dos seus direitos fundamentais. Não existe uma propensão natural da juventude ao crime. A questão está na situação degradante a qual a maior parte dos infratores é submetida ao longo de sua vida: miséria material e espiritual, ambientes insalubres, acesso aos serviços básicos de baixa qualidade como educação e saúde e presença constante da criminalidade. Nessas condições, a surpresa são aqueles que escapam da vida do crime.

Portanto, a sociedade e especialmente a juventude não podem aceitar esse mecanismo autoritário. No que depender do PCdoB e da UJS, essa proposta não vai passar de mera intenção, pois, do contrário, sairemos às ruas para mobilizar e conscientizar a população sobre o perigo que representa tal medida para os direitos das crianças e dos adolescentes da nossa cidade.

Areia Branca, 24 de julho de 2009
Partido Comunista do Brasil – PCdoB / Areia Branca

Ação criminosa da imprensa instalará o caos no país, se o Governo Lula não agir com eficácia

Como dizia, as Organizações Serra utilizarão o período de recesso no Congresso Nacional para tentar criar o caos no país, declarar o apagão na saúde, exigir a demissão do Temporão e criar a CPI da Gripe Suína.
A imprensa brasileira está na contra-mão das recomendações da OMS, da OPAS e do Ministério da Saúde de evitar a criação de situação de pânico, quando está tudo sob controle, dentro dos protocolos utilizados em todos os países desenvolvidos e emergentes.
Matéria da Folha de São Paulo, mostra do que é e será capaz a imprensa na tentativa de criar o caos no país.

O título "Gripe pode afetar até 67 milhões de brasileiros em oito semanas"

Como todos sabem, a grande maioria dos leitores só lê a manchete e, no máximo, o primeiro parágrafo. Que no caso dessa matéria é o seguinte:

A pandemia de gripe provocada pela nova variante do vírus A H1N1 poderá atingir entre 35 milhões e 67 milhões de brasileiros ao longo das próximas cinco a oito semanas. De 3 milhões a 16 milhões desenvolverão algum tipo de complicação a exigir tratamento médico e entre 205 mil e 4,4 milhões precisarão ser hospitalizados.

33 mil jovens deverão ser assassinados no Brasil entre 2006 e 2012, diz Unicef

Lamentavel essas estatisticas! Por isso faz-se necessario a aprovação da PEC e do Estatuto da juventude.

Jovem negro tem 2,6 mais chance de ser assassinado que um branco.Homicídios representam 45% das causas de morte entre os adolescentes.
Nathalia Passarinho e Rafael Targino Do G1, em Brasília
Mais de 33,5 mil jovens de 12 a 18 anos deverão perder a vida por homicídio entre 2006 e 2012, caso os índices de violência no país não se alterem nos próximos anos. O Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), pesquisa realizada em conjunto pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e organização não governamental Observatório de Favelas, foi divulgado nesta terça-feira (21). De acordo com o levantamento, a média de adolescentes assassinados no Brasil antes de completarem 19 anos é de 2,03 para cada grupo de mil. O número é considerado elevado, já que, segundo os organizadores da pesquisa, uma sociedade não violenta deveria apresentar valores próximos de zero.O índice revela o risco de mortalidade por assassinato entre jovens brasileiros e estima quantos adolescentes com pelo menos 12 anos serão vítimas de homicídio antes de completarem 19 anos. Para o levantamento, foram coletados dados de 2006 sobre assassinatos de adolescentes em 267 municípios com mais de 100 mil habitantes.
Ranking por região
O levantamento revela disparidade entre as condições de segurança nas diferentes regiões do país. Em 34% dos municípios pesquisados, o IHA foi inferior a um adolescente assassinado para cada grupo de mil, enquanto cerca de 22% das cidades obtiveram valores superiores a três jovens mortos.
Outros 7% dos municípios, no entanto, puxaram o índice para cima, por apresentarem valores superiores a cinco adolescentes assassinados para cada mil. O município com o pior resultado é Foz do Iguaçu (PR), onde o IHA é de 9,7. A estimativa é de que 443 jovens com menos de 19 anos sejam assassinados nessa cidade entre 2006 e 2012.
Em segundo lugar, está Governador Valadares (MG), com um índice de 8,5 jovens mortos para cada mil. Entre as capitais, Maceió e Recife lideram o ranking de homicídios entre adolescentes, ambas com uma média de 6,0 jovens mortos para cada mil. O Rio de Janeiro aparece com índice de 4,9.
Grupos de risco
A pesquisa revela ainda que a probabilidade de ser vítima de homicídio é quase 12 vezes maior para homens. Mostra também que a população negra é a que mais sofre com a violência. O risco de um jovem negro morrer assassinado é 2,6 vezes maior em relação a um branco.
Atualmente, os homicídios representam 45% das causas de morte entre os adolescentes. Segundo o levantamento, o risco de assassinato é maior para a faixa etária de 19 a 24 anos, e decresce a partir daí.A maior parte dos homicídios ocorre por arma de fogo, o que, segundo o relatório, reforça a importância do controle de armamento nas políticas de redução da violência.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Senador denuncia Sarney ao Conselho de Ética

A assessoria do líder do PSDB Arthur Virgílio Neto (AM) protocolou na manhã hoje (23) no Conselho de Ética da Casa a quarta denúncia contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). O documento pede a investigação da origem das informações divulgadas pelo jornal O Estado de S. Paulo, além da instalação de um processo disciplinar contra Sarney. Além das denúncias feitas pelo senador tucado, existe ainda para apreciação do conselho uma representação do P-SOL. Às 11h, os senadores Pedro Simon (PMDB -RS) e Cristovam Buarque (PDT-DF) reúnem-se para discutir a viabilidade de um pedido de reunião de emergência do Conselho de Ética ainda neste mês, antes do fim do recesso parlamentar, para apreciar a representação do P-SOL e as denúncias de Virgílio contra Sarney. O pedetista considera que o próprio mandato de Sarney já está em risco – diante das novas denúncias de envolvimento direto de Sarney na contratação secreta de parentes – e não mais o simples afastamento do parlamentar da presidência da Casa.

A astúcia de Garibaldi para ficar no Senado

Matreiro, macio e caviloso, o senador Garibaldi Filho (PMDB) está lutando a todo custo por sua reeleição. Não quer nem ouvir falar em governo estadual.
Ele pretende continuar no "céu", ou seja, no Senado.
Em suas caminhadas da capital ao sertão, o álibi é manjado e eficiente: quer se reeleger e apoiar a senadora Rosalba Ciarlini (DEM) ao governo. Mas pondera que seu primo e líder do PMDB, deputado federal Henrique Alves (PMDB), tenciona puxar o partido para o lado de Wilma de Faria (PSB).
A perspicácia de Garibaldi enxerga o seguinte: se o realmente o PMDB ficar com Rosalba, tudo bem. Ele partiu na frente. Em caso contrário dirá que pelo menos tentou, mas seguiu obediência partidária e o líder Henrique. O ônus não seria seu.
Com esse "mote" e muita raposice vai comendo pelo meio e beiradas. Capitaliza-se com o primeiro voto e um segundo ao Senado, haja vista que duas vagas estarão em jogo no próximo ano.
De bobo o "Gari" não tem nada. Quer se reeleger e não importa como.
Esse cai da rede e fica brincando com as varandas, de tão inocente que parece ser.

Robinson Faria diz que continua sendo subestimado por Wilma

O deputado estadual, Robinson Faria (PMN), ao ser perguntado se pretende romper com Wilma de Faria (PSB) caso não seja escolhido como candidato do governo em 2010, disse que está sendo subestimado pela governadora.
“Parece que continuo sendo subestimado na minha carreira política”, afirmou durante entrevista ao Jornal 96, da 96 FM. Ele lembrou que sua recusa em apoiar Garibaldi Alves (PMDB) ao governo, em 2006, teria sido decisiva para a vitória de Wilma de Faria. "Sempre fomos leais. Agora estamos sendo tratados quase como descartáveis?"
Em outro momento ainda perguntou: "Por que tanta discriminação? Por que tanto preconceito? Por que sou banido das bênçãos do governo?"
Ele disse que estava "andando sozinho pelo Estado, sem séquito", e que se sentia "todo chamuscado". "Não tenho obras para lançar, não tenho cestas básicas para dar", falou, em referência à participação do vice-governador Iberê Ferreira, também pré-candidato ao governo, nas inaugurações e ações sociais do governo.
A batata vai esquentar e a Governadora é quem vai ter que descascar... Aguardem!!!

Mídia blinda o terrorista

Como era de se esperar, a mídia hegemônica tem evitado críticas ao chanceler-racista. Inclusive, ela tentou desqualificar as corajosas declarações do secretário de relações internacionais do PT, Valter Pomar, que acusou Liberman de ser “fascista e racista”. O oligárquico Estadão, que nunca escondeu as suas simpatias pelo sionismo, estampou o título maldoso “Funcionário do PT chama chanceler de Israel de fascista”, negando sua condição de dirigente petista. Numa jogada rasteira, o jornal ainda tentou estimular a cizânia entre Valter Pomar e o governo Lula. Sem citar a fonte, o texto afirma que um porta-voz do presidente considerou suas declarações “bastante grosseiras”.

Se fosse mais séria e pluralista, a mídia hegemônica deixaria de lado as fofocas maldosas e daria uma breve biografia do carrasco Avigdor Liberman. Bastaria reproduzir as declarações públicas do atual chanceler israelense, como fez recentemente o jornal Água Verde, publicado no Paraná.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Hoje foi a vez de João Maia comentar a entrevista de Gustavo Carvalho

Ontem que saiu para cima do deputado Gustavo Carvalho foi o pré-candidato Robinson Faria. Hoje foi a vez do deputado federal e, também, pré-candidato ao governo do estado João Maia.

Num espaço de uma hora ele deu duas entrevista, uma a FM 95 - Mossoró e outra ao Jornal do Dia (TV Ponta Negra/SBT), ambas com o mesmo direcionamento rebater a entrevista do deputado Gustavo Carvalho que afirmou que o governo já tem candidato e o nome é o do vice-governador Iberê Ferreira.

João Maia foi bastante contudente e afirmu que "foi uma entrevista dentro de uma estratégia, uma entrevista combinada, não por Wilma, mas pelo grupo do qual o vice-governador faz parte" no Jornal do Dia. Ainda, disse que "A entrevista de deputado Gustavo Carvalho, confirmando Iberê como o candidato ao governo de Wilma, foi um desastre como estratégia politica" na FM 95.

Agora com as entrevistas dos dois aliados, só falta a governadora se posicionar e tentar juntar as brasas. Não vejo outra saída para Wilma de Faria a não ser antecipar o nome do candidato de sua base. Creio que depois dessa confusão o retardamento da definição do nome só irá contribuir para a articulação da candidatura oposicionista capitaneada pela Senadora Rosalba Ciarlini (DEM).

E a partir de agora os holofotes se voltam para a governdora que deverá se pronucionar. Tenho a certeza que a pergunta mais articulada por todos que fazem análise política do estado é: "E agora Governadora?"

Salomão Gurgel diz que PT está fragilizado no RN

O prefeito de Janduís, Salomão Gurgel (PT), ontem em conversa com o blog de Marcos Dantas, afirmou que PT no estado está fragilizado e que deveria se preocupar com a reeleição de Fátima Bezerra e não em indicar cargos a disputa majoritária.

Salomão responsabiliza a atual direção estadual do PT pelo enfraquecimento do partido no estado do Rio Grande do Norte e explica que o partido deveria começar se articular para garantir as alianças para apoiar a Ministra Dilma Roussef na corrida presidencial.

Policia Militar de Areia Branca ganha nova viatura

A Secretaria de Defesa Social distribuiu caminhonetas S-10 com os pelotões, companhias e batalhões da Polícia Militar dos municípios do Oeste. Areia Branca recebeu a sua nova viatura ontem. A Governadora Vilma Faria tem investido na Policia Militar do RN, aqui em nossa cidade além da nova viatura o prédio da Delegacia foi reformado. Para a segurança da cidade a providência, no entanto, Falta principalmente, contingente policial.
Vamos ver se melhora alguma coisa a segurança pública de Areia Branca...

terça-feira, 21 de julho de 2009

Porto do Mangue receberá sinal da Oi e um Posto do Bradesco

O Prefeito Francisco Gomes Batista (Titico) está bastante otimista com duas grandes conquistas para o municipio de Porto do Mangue. Nos proximos dias a população desfrutará do sinal da operadora Oi, que é a primeira a explorar o mercado de tele-comunicação movel no municipio.
Segunda conquista, é uma agência do Bradesco que será instalada para recbimnto boletos bancários, saques e pagamentos de titulos.
A cidade está de parabéns...

domingo, 19 de julho de 2009

Secretário de Estado Canindé de França concorrerá a Câmara Federal

O Secretário de Estado de Assuntos Fundiário e Reforma Agrária (SEARA) Canindé de França, que também é advogado e professor, deixou claro em seu blog, ao comentar postagem do blog de Ismael Medeiros (Acari) que é pré-candidato a Deputado Fedeal pelo PCdoB.

Canindé de França disse que ao longo do tempo adquiriu experiências que o credenciam a pleitear uma candidatura como essa, haja vista ter ocupado cargo no legislativo e no executivo trabalhando de forma reta para honrar os espaços que lhe foram concedidos.

Conheço Canindé de França de longa data e sei de sua luta por uma política séria, sem amarras oligarcas e com uma linha ideológica clara. Desde o movimento estudantil, quando ele era presidente do Grêmio Estudantil do CEJA - Centro Educacional José Augusto, em Caicó, sempre buscou uma abertura ampla e trabalhou para o fortalecimento das entidades por onde passou.

Com a perspectiva de uma candidatura a Deputado Federal certamente não será diferente. Os rumos já devem ter sido traçados e os objetivos focados e pelo que conheço do camarada vai dar muito trabalho a um punhado de gente.

Sarney e Parreira: saíram da história para cair na vida

Os mais antigos costumavam dizer que o Pelé é o Pelé por dois motivos: porque foi um gênio, e porque soube parar na hora certa, no auge. Ninguém viu Pelé definhar, encolher em público, tropeçando nas pernas, na idade ou na bola.

Fico a pensar nisso quando leio as notícias sobre Carlos Alberto Parreira e José Sarney. Os dois estão longe de ser gênios, eu sei. Mas podiam ter entrado para a história de forma mais digna.

Pelo Sarney, nunca tive simpatia. Fez um governo medíocre, manipulou a opinião pública durante o Plano Cruzado, ajudou o Centrão na Constituinte, em troca de um ano a mais de mandato. E quando ganhou o ano a mais, não sabia que fazer com ele. O Brasil naufragava no caos, na inflação, na anomia. E deu no que deu: deu em Collor.

Ainda assim, Sarney podia ter entrado para a história como o homem da transição, o presidente que teve sangue frio para concluir a longuíssima transição brasileira. Mas, aí, ele não seria o Sarney, dirão vocês. Têm razão.

Azar do Sarney. Em vez de ser lembrado como ex-presidente da transição, será lembrado como presidente do Senadão das passagens, das falcatruas, da desmoralização...

sábado, 18 de julho de 2009

Governadora sanciona Lei que isenta imposto para carne bovina

Em solenidade hoje (17) na Governadoria, Wilma de Faria (PSB) sancionou o projeto de Lei que isenta de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) a venda de carne bovina do Rio Grande do Norte.
A Lei funcionará também para regulamentar a criação de gado no estado através do selo de qualidade Boi da Terra. A intenção é estender a política à carne dos caprinos e ovinos nos próximos anos.
“Essa Lei vai dar mais competitividade à carne que é produzida aqui; por incrível que pareça, a carne de fora mais barata que a daqui”, disse o deputado Walter Alves (PMDB), autor do projeto de Lei.
Ela também regulamentou o projeto de Lei que oficializa o uso da Linguagem Brasileira de Sinais (Libra) e tornou obrigatória a realização do Teste do Olhinho.

O prazo para inscrição no Enem é adiado

Devido ao grande congestionamento na rede em função das inscrições só serem feitas via internet, o Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (INEP) prorrogou o prazo de inscrição até domingo (19/07).

O exame é gratuito para os alunos oriundos da escola pública, já os alunos que estudam em escolas privadas devem imprimir um boleto e recolher uma taxa no valor de R$ 35,00 (trinta e cinco reais).

O novo Enem traz uma novidade em acolher os alunos egressos do nível superior, que poderão fazer a prova e se qualificarem para o reingresso nas instituições de nível superior, além de garantir aos candidatos acima de 18 que não tenham finalizado o nível médio, ao serem aprovados na prova irão receber o certificado de conclusão do ensino médio.

Quando houve a prorrogração do prazo de incrição, naquele momento, já havia mais de 3,9 milhoões de inscrições processadas pelo INEP.

Vale lembrar que as médias do Enem podem ser usadas no vestibular das instituições públicas e nos processos seletivos das escolas técnicas profissionalizantes.

PGR pede ao STF reconhecimento de união homossexual

A procuradora- geral da República, Deborah Duprat, propôs nesta quinta-feira (2) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a Corte declare obrigatório o reconhecimento da união entre pessoas do mesmo sexo e que sejam dadas a elas os mesmos direitos e deveres dos companheiros em uniões estáveis. A procuradora encaminhou uma arguição de descumprimento de preceito fundamental, com um pedido de liminar e de realização de audiência pública. “O indivíduo heterossexual tem plena condição de formar a sua família, seguindo as suas inclinações afetivas e sexuais. Pode não apenas se casar, como também constituir a união estável, sob a proteção do Estado. Porém, ao homossexual, a mesma possibilidade é negada, sem qualquer justificativa aceitável”, argumentou a procuradora. Na ação, a PGR cita que “se deve extrair diretamente da Constituição de 88, notadamente dos princípios da dignidade da pessoa humana, da igualdade, da vedação de discriminações odiosas, da liberdade e da proteção à segurança jurídica, a obrigatoriedade do reconhecimento da união entre pessoas do mesmo sexo como entidade familiar”. A ausência de regulamentação legal, segundo a procuradora- geral, tem comprometido o exercício de direitos fundamentais pelos homossexuais, “que se veem impedidos de obter o reconhecimento oficial das suas uniões afetivas e de ter acesso a uma miríade de direitos que decorrem de tal reconhecimento”. De acordo com a PGR, a redação do artigo da Constituição que diz ser “reconhecida a união estável entre homem e mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar a sua conversão em casamento”, não impede o reconhecimento da união entre dois homens ou duas mulheres. “A Constituição é um sistema aberto de princípios e regras, em que cada um dos elementos deve ser compreendido à luz dos demais”.

Padrões de manipulação da imprensa

“O padrão da ocultação se refere à ausência e presença dos fatos reais na produção da imprensa. Não se trata, evidentemente, de fruto do desconhecimento e nem mesmo de mera omissão diante do real. É, ao contrário, um deliberado silêncio militante sobre determinados fatos da realidade. Esse é um padrão que opera nos antecedentes, nas preliminares da busca da informação, isto é, no ‘momento’ das decisões de planejamento da edição, naquilo que na imprensa geralmente se chama de pauta... O padrão da ocultação é decisivo e definitivo na manipulação da realidade: tomada a decisão de que um fato ‘não é jornalístico’, não há a menor chance de que o leitor tome conhecimento de sua existência por meio da imprensa. O fato real é eliminado da realidade, ele não existe”, ensina o mestre na obra reeditada pela Fundação Perseu Abramo.
Já o segundo truque visa “substituir, inteira ou parcialmente, a informação pela opinião. O órgão de imprensa apresenta a opinião no lugar da informação, e com o agravante de fazer passar a opinião pela informação. O juízo de valor é inescrupulosamente usado como se fosse a própria mera exposição narrativa/descritiva da realidade. O leitor/espectador já não tem mais diante de si a coisa tal como existe ou acontece, mas sim uma determinada valorização que órgão quer que ele tenha de uma coisa que ele desconhece, porque o seu conhecimento lhe foi oculto, negado e escamoteado pelo órgão... Ao leitor/espectador não é dada qualquer oportunidade que não a de consumir, introjetar e adotar como critério de ação a opinião que lhe é autoritariamente imposta”.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Lula participou do 51o. Encontro Nacional da UNE

O Presidente Lula participou do 51o. Encontro Nacional da UNE (União Nacional dos Estudantes) acompanhado de uma comitiva de 11 ministros e do reitor da UNB, José Geraldo de Sousa. Em 72 anos de existência essa é a primeira vez que um Presdente da República participa de um congresso da UNE.

Mais de 3.000 estudantes ouviram o presidente que prometeu falar pouco, mas fez um grande discurso pontuando as reinvidicações dos estudantes, principalmente, quanto ao PROUNI e a resposta do governo as famílias dos desaparecidos políticos durante a ditadura.

Um fato interessante é que os estudantes enquanto esperavam a chegada do Presidente alternavam gritos de guerra apresentado se dividindo quanto a preferência política. Um grupo gritava: "Brasil Urgente / Ciro Presidente" e outro respondia: Olê, Olê, Olá / Dil-ma / Dil-ma.

É muito bom ver o movimento estudantil se rearticulando e monstrando sua força e, sobretudo, discutindo o futuro do Brasil. Além de colocar em movimento uma grande massa de formadores de opinião que serão os futuros trabalhadoras e trabalhadores, políticos, gestores públicos, empresários... desse imenso Brasil.

Wilma de Faria admite dificuldade em escolher candidato ao governo

A governadora Wilma de Faria (PSB) admitiu a situação delicada em que se encontra ao ter que decidir seu candidato ao governo entre aliados políticos importantes.
“A escolha não é fácil. A pessoa tem que ter maior perspectiva de vitória, tem que ver a questão da rejeição. Veja bem, pela primeira vez uma governadora vai ter um presidente da Assembleia e um vice-governador candidatos. Veja como é complicado", disse.
Concorrem pela indicação da governadora o vice-governador Iberê Ferreira (PSB), o presidente da Assembleia Legislativa, Robinson Faria (PMN), o deputado federal João Maia (PR) e o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT).
Ela negou que esteja tendenciosa a escolher Iberê Ferreira - “não há escolha nem prazo” -, e disse que lutará contra a possibilidade de um racha da base após a decisão. "Acredito que eu vou conseguir". De acordo com a entrevistada, o anúncio da decisão será no início de 2010.

A juventude e o direito à comunicação

Após intensa e prolongada pressão dos movimentos sociais, o governo Lula finalmente convocou a 1ª Conferência Nacional da Comunicação para os dias 1, 2 e 3 de dezembro. Foi preciso dobrar a resistência dos barões da mídia, que exercem enorme influência na chamada “opinião pública”, contam com expressiva bancada de deputados e senadores e estão infiltrados no próprio Palácio do Planalto, principalmente através da figura do ministro das Comunicações, Hélio Costa – ou melhor, do ministro da TV Globo. A convocação da conferência já representa uma vitória das forças progressistas e populares e é um marco histórico na luta pelo avanço da democracia no Brasil.
A exemplo das outras 53 conferências institucionais promovidas pelo governo, ela será precedida das etapas municipais (até 31 de agosto) e das etapas estaduais (até 31 de outubro). Sua comissão organizadora já está em pleno funcionamento, apesar das justas críticas a sua composição – que exagerou na representação dos empresários e discriminou inúmeros movimentos sociais. Dos três titulares do Legislativo, por exemplo, dois são ligados às empresas de radiodifusão. Os barões da mídia, que não queriam a conferência, farão de tudo agora para emplacar as suas posições. Daí a necessidade dos movimentos sociais priorizarem, desde já, esta batalha de caráter estratégico.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Lançado o livro “A ditadura da mídia”

A mídia hegemônica vive um paradoxo. Ela nunca foi tão poderosa no mundo e no Brasil, em decorrência dos avanços tecnológicos nos ramos das comunicações e das telecomunicações, do intenso processo de concentração e monopolização do setor nas últimas décadas e da criminosa desregulamentação do mercado que a deixou livre de qualquer controle público. Atualmente, ela exerce a sua brutal ditadura midiática, manipulando informações e deturpando comportamentos. Na crise de hegemonia dos partidos burgueses, a mídia hegemônica confirma uma velha tese do revolucionário italiano Antonio Gramsci e transforma-se num verdadeiro “partido do capital”.
Por outro lado, ela nunca esteve tão vulnerável e sofreu tantos questionamentos da sociedade. No mundo todo, cresce a resistência ao poder manipulador da mídia, expresso nas mentiras ditadas pela CNN e Fox para justificar a invasão dos EUA no Iraque, na sua ação golpista na Venezuela ou na cobertura tendenciosa de inúmeros processos eleitorais. Alguns governantes, respaldados pelas urnas, decidem enfrentar, com formas e ritmos diferentes, esse poder que se coloca acima do Estado de Direito. Reflita meus amigos...

Jô Soares e o “caçador de marajás”

Nos momentos mais deprimentes das “baixarias na política”, como na atual crise do Senado, Jô Soares sempre leva ao seu programa da TV Globo várias comentaristas globais para espinafrar os políticos e desqualificar a política. São as tais “meninas do Jô”, sempre tão venenosas e cheias de certezas. No programa desta quarta-feira, as jornalistas Cristiana Lobo, Lúcio Hippolito, Lilian Witte Fibe, Flávia Oliveira e Ana Maria Tahan concentraram seus ataques no recente aperto de mão do presidente Lula ao senador Collor de Mello, numa solenidade pública em Alagoas. Para elas, travestidas de vestais da ética, este gesto seria a prova definitiva de que política não presta.
As “meninas do Jô” só deixaram da lembrar aos telespectadores sem memória que a candidatura de Collor de Mello, em 1989, foi fabricada nos sinistros laboratórios da própria TV Globo. Elas inclusive evitaram utilizar a expressão “caçador de marajás”, cunhada na época para alavancar o político alagoano e evitar a vitória de Lula, o temido líder grevista daquele período. Elas também nada falaram sobre a manipulação grosseira feita pelo Jornal Nacional da edição do debate entre os dois candidatos, nas vésperas daquele pleito. E ainda omitiram a informação de que a família de Collor de Mello ainda é proprietária da empresa afiliada da TV Globo em Alagoas.

No dos outros, é refresco

A Folha de São Paulo publica em sua edição de hoje que a irmã do subchefe de gabinete do senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), Carlos Homero Vieira Nina, foi nomeada por ato secreto na direção geral do Senado em 20 de março de 2007. Segundo a reportagem, Ana Cristina Nina Ribeiro ingressou no órgão comandado por Agaciel Maia à época, recebendo salário de R$ 7.484,43. A nomeação ocorreu um mês depois de o irmão dela começar a trabalhar para o tucano, que é líder do PSDB no Senado. Ontem, Virgílio, que é um dos mais fervorosos defensores da moralização do Senado, já havia subido a tribuna para explicar os motivos de ter contratado três filhos de Carlos Homero para trabalhar no seu gabinete. O líder tucano também teve de justificar o empréstimo que tomou de Agaciel para quitar uma dívida de cartão de crédito. Segundo a versão de Virgílio, o caso ocorreu em 2005 enquanto ele fazia uma viagem a Paris e constatou que seu cartão estava bloqueado.

Prefeitos aproveitam Marcha para pedir apoio à bancada do RN

Os cerca de 40 prefeitos que participaram da 12ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios aproveitaram a viagem para cobrar apoio da bancada potiguar.
Eles pediram aprovação da regulamentação da Emenda Constitucional 29, que garante recursos para ações na área da saúde, e a aprovação da proposta que garante o pagamento da dívida dos municípios com precatórios sem o comprometimento da gestão municipal, entre outros.
A deputada Fátima Bezerra (PT) destacou a necessidade de o parlamento e a Conferência Nacional dos Municípios (CNM) trabalharem juntos para dar status de Lei aos programas sociais desenvolvidos pelo governo federal.
“Vamos priorizar essa questão para que os programas de hoje passem de políticas de governo e para políticas de estado”, disse.
Seis dos 11 parlamentares do RN compareceram à reunião: as deputadas Fátima Bezerra (PT), Sandra Rosado (PSB), o deputado Felipe Maia (DEM) e os senadores Garibaldi Alves (PMDB), José Agripino (DEM) e Rosalba Ciarlini (DEM).

Pacote
Ontem, o presidente Lula anunciou um pacote de benefícios aos 2.870 prefeitos que estiveram presentes na Marcha.
Entre as medidas está a redução de até 40% na contrapartida dos municipios em projetos do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), o financiamento a fundo perdido de mais de quatro mil ônibus escolares e a liberação de R$ 1 bilhão para cidades com menos de 50 mil habitantes participarem do programa Minha Casa, Minha Vida.

A vez de aposentados e pensionistas

Está nos jornais de hoje. E se for verdade, ótimo! O presidente Lula estaria negociando com centrais sindicais e sua base política um aumento real, superior à inflação, para cerca de oito milhões de aposentados e pensionistas do INSS que têm benefícios acima do salário mínimo.
Isto apesar da queda na arrecadação e de argumentos em contrário de sua equipe econômica.
O jornal o Globo cita textualmente o presidente: "Estamos em negociação com as centrais sindicais para definir um novo percentual de aumento para os aposentados que ganham acima do salário mínimo na perspectiva até de ampliarmos os ganhos em relação à inflação”.
Que assim seja. Amém!

PCdoB reúne membros da região oeste em Mossoró

O Partido Comunista do Brasil, PCdoB, reúne seus membros presentes em toda a região oeste e alto oeste para a primeira reunião de apresentação das teses do partido.O evento é uma preparação do comitê regional para o 12º Congresso Nacional do PCdoB, que ocorrerá em novembro, na cidade de São Paulo.

O encontro acontecerá no próximo sábado (18) a partir das 9 horas no Hotel Sabino Palace. Estarão presentes os presidentes dos comitês municipais da região, vereadores, e o secretario de organização do partido no estado, Carlos Albérico.

O processo de mobilização será feito a partir dos municípios com a realização das conferências municipais e das assembléias de organizações de base, elegerão delegados para a estapa estadual e depois nacional do 12º Congresso.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Lideranças do DEM precionam o PMDB a fechar aliança

Depois do embate entre o presidente estadual do PMDB Deputato Federal Henrique Alves e o presidente estadual do DEM Senador José Agripino ocorrido dias atrás em viturde de declarações por parte do segundo que dizia que as bases querem a união das duas agremiações.

Agora quem vem a público é o deputado estadual Leonardo Nogueira, (DEM) que em entrevista ao jornal Gazeta do Oeste (aqui) usa das mesmas palavras do seu presidente para precionar o PMDB a embarcar num projeto de oposição aqui no estado.

Essa insistência toda em trazer o PMDB para o bloco oposicionista tem o interesse de viabilizar a candidutara da Senadora Rosalba Ciarlini Rosado ao governo do estado, editando novamente a composição que saiu-se parcialmente vitoriosa no embate eleitoral de 2006, quando ela foi eleita senadora e Garibaldi Alves perdeu o governo para Wilma de Faria. Naquela ocosião a única beneficiada foi a senadora.

A análise que faço é que atualmente essa aliança está muito difícil e o PMDB e, principalmente, o Deputado Federal Henrique Alves não irá trocar o certo pelo duvidoso, pois já se falam numa possível candidatura do mesmo a presidência da Câmara Federal apoiado pelo seu partido e pelo PT.

Sendo assim, creio que essas declarações dos democratas são apenas manobras para deixar acessa a dúvida e criar fatos que possam tulmutuar a conformação da aliança da base do governo federal aqui no estado.

Ato em defesa do emprego e de investimentos da Petrobras

Ocorreu ontem a tarde o Ato em defesa do emprego e de investimentos da Petrobras no estado do Rio Grande do Norte e, principalmente, em Mossoró coordendo pelo Sindicato dos Petroleiros do RN - Sindipetro.

O que me chamou a atenção foram as falas de alguns oradores que levataram a necessidade da socieadade pensar o futuro de Mossoró e do estado com a diminuição dos investimentos da estatal no Rio Grande do Norte. Um exemplo dado e com relação a redução das perfurações de poços que estavam programadas para os próximos três anos (500 poços) que não irá ser mantida.

Segundo o representante do Sindipetro já são mais de quinhentas demisssões contabilizadas no setor só em Mossoró e a perspectiva é que se amplie, haja vista que o cronograma de investimentos foi extendido além do programado, três anos.

Realmente se faz necessário que a sociedade entre na discussão, bem como, a classe política para não chorar o leite derramado. A muito tempo que se fala da redução das reservas e da diminuição dos investimentos, mas ninguém quer acreditar.

Uma retração dos investimentos irá atingir toda a cadeia produtiva do município e parte do estado. Com diminuição de recursos todos os seguimentos estarão sujeito a crises por falta de moeda circulante advinda dos ganhos do petróleo que altualmente é quem impulsiona o mercado mossoroense.

Pesquisa do PSDB aponta reeleição de Garibaldi e Agripino em 2010

Uma pesquisa realizada pelo PSDB e divulgada hoje (15) pela coluna Panorama Político do jornal O Globo aponta favoritismo de Garibaldi Alves (PMDB) e José Agripino (DEM) nas eleições de 2010 para o Senado.
Ambos conseguiram “voto” de 69% dos entrevistados, enquanto Wilma de Faria (PSB), que deverá deixar o governo do Estado em abril para concorrer a uma vaga na Casa, obteve preferência de 44% dos eleitores.
Em pesquisa feita durante a campanha municipal, e portanto há dois anos da eleição, os “ganhadores” eram Garibaldi e Wilma de Faria, com 57% e 51%, respectivamente. Naquela época, José Agripino estava com 39%.
O novo estudo, embora há mais de um ano de pleito e encomendado pelo PSDB, que faz oposição ao PSB, mostra que a disputa está cada vez mais acirrada.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Comitê Estadual do PCdoB iniciou processo de mobilização para Congresso

O Comitê Estadual do PCdoB do Rio Grande do Norte reunido no útlimo sábado (11/07) iniciou o processo para convocação das conferências municipais e estadual visando a mobilização dos militantes e da sociedade para o 12º. Congresso do Partido, que ocorrerá em São Paulo no mês de novembro.

No decorrer dessa mobilização e das conferências o PCdoB estará fazendo a renovação do seu corpo diretivo de forma democrática e ouvindo toda a militância. Além de criar o ambiente para a discussão das teses que serão aprovadas no 12o. Congresso.

Já está agendado para sábado (18/07) a reunião da Macro-Região Oeste para tratar dos encaminhamentos do processo de descentralização das discussões e da apresentação dos documentos que norteiam o debate, os quais podem ser acessados no site oficial do 12º. Congresso do Partido.

Wilma diz a Dilma Roussef que candidato ao governo é Iberê Ferreira

A governadora Wilma de Faria informou à ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Roussef, que já possui um nome para a própria sucessão no estado: o do vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB). O anúncio foi feito durante a última audiência da chefe do executivo estadual com a ministra, em Brasília, na semana passada. Segundo uma fonte governista, Wilma segurou no braço de Iberê e disse a Dilma: - Ministra, esse é o nosso candidato (ao governo).
O diálogo travado em Brasília contradiz o discurso da governadora no plano local. Na última entrevista ao Jornal do Dia, da TV Ponta Negra, segunda-feira (13), a governadora negou que esteja favorecendo o vice-governador na corrida pela candidatura ao Governo do Estado em 2010. De acordo com Wilma de Faria, todos os pré-candidatos da base continuam na disputa.
"Temos uma aliança grande, muitos partidos e políticos aliados, vamos definir isso no início do ano que vem. No momento, estou me entregando à administração", disse Wilma.
Indagada sobre o possível apoio a Iberê, Wilma disfarçou: "Não existe isso. Ele (Iberê) é o vice-governador, é secretário de Recursos Hídricos, e tem os compromissos dele. Não há definição ou favorecimento", garantiu em Natal.
Mas na audiência com a ministra Dilma Roussef a conversa foi outra. Wilma de Faria chegou a dizer que aguarda uma série de conversas para montar o palanque de 2010 e poder anunciar o apoio ao vice. A governadora reafirmou que deseja unir a base do presidente Lula no RN, juntando o PSB ao PT e PMDB.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Rogério acredita que João Maia e Robinson estarão no palanque do PSDB

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) acredita na possibilidade de que os deputados João Maia (PR) e Robinson Faria (PMN), aliados da governadora Wilma de Faria, estejam no mesmo palanque do PSDB em 2010. Para o parlamentar, a suposta preferência da governadora por Iberê Ferreira (PSB) fará com que os pré-candidatos aliados migrem para o grupo oposicionista.Apesar de João Maia e Robinson Faria pertencerem a partidos que compõem a base de sustentação do Governo Lula, Rogério Marinho acredita que, por não haver a verticalização, os parlamentares não terão problemas em compor o palanque do candidato do PSDB à Presidência da República.“Acredito, sim, que os três (João Maia, Robinson e Rosalba) estarão no palanque do PSDB, e nós os receberemos de braços abertos. O apoio será importante para fortalecer a candidatura de Serra ou Aécio Neves”, disse o deputado.
Aliados de Wilma comentam que há certa preferência, por parte da governadora, pelo nome do vice-governador Iberê Ferreira para ser apoiado na disputa pelo Governo do Estado, apesar de a própria Wilma ter negado a preferência pelo companheiro de partido.

domingo, 12 de julho de 2009

Taxas bancárias ainda são muito altas

Para tentar recuperar terreno no crédito para pessoas físicas, os bancos voltaram a competir com taxas menores e prazos mais longos. Mas nem todos estão com o mesmo apetite nos diferentes nichos de mercado – é o que informa o Valor Econômico de hoje.. No crédito pessoal, os bancos públicos e estrangeiros fazem cortes mais agressivos nos juros. Até as cartas publicitárias com taxas promocionais estão de volta. O Citibank cobrou juro mensal médio de 3,97% em junho, mas oferece empréstimos com taxa inferior a 3% aos melhores clientes. O Santander também cortou as taxas para uma média de 3,71% no mês passado.. Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil são os que cobram menos pelo crédito pessoal, com 2,27% e 2,49% ao mês, respectivamente, muito abaixo dos níveis dos dois grandes bancos privados, Itaú e Bradesco. Estes preferem concentrar energias em segmentos com maior garantia, como o crédito imobiliário e de veículos.. No nicho de automóveis, o Bradesco, por meio da Finasa, reduziu as taxas para 2% ao mês em junho. Itaú e Santander cobram 1,97% ,e 1,78% ao mês, respectivamente.. Cá com meus botões, anota que essa concorrência ajuda. Mas, convenhamos, as taxas bancárias continuam muito altas.

Justiça eleitoral já cassou oito prefeitos eleitos em 2008

Em média, mais de um prefeito vem sendo cassado por mês no Rio Grande do Norte. Até o momento, oito gestores eleitos em 2008 tiveram condenações devido a irregularidades nas campanhas ou nos registros de suas candidaturas que culminaram nas cassações dos mandatos. O Tribunal Regional Eleitoral foi responsável pela determinação de saída de cinco prefeitos dos cargos.Os motivos para as cassações são variados, indo desde desaprovação de contas para a obtenção dos registros, até a compra de votos. Os prefeitos cassados em primeira instância (Currais Novos, Tibau e Santa Cruz) continuam em seus cargos e ainda vão aguardar a decisão do TRE sobre os casos.
Já os cinco prefeitos cassados pelo TRE estão fora dos cargos. Em três cidades (Guamaré, Espírito Santo e Angicos), os segundos colocados nos pleitos assumiram as prefeituras.
Em outros dois municípios (Patu e São José de Campestre), eleições suplementares foram convocadas. A eleição de Patu, inclusive, já ocorreu e elegeu Evilásia Gildênia, a esposa do prefeito cassado Ednardo Moura (PSB).

Operação Impacto: o silêncio dos inocentes?

Silêncio. Foi essa a postura adotada pelos vereadores e ex-vereadores de Natal que são réus no processo da Operação Impacto após a decisão do juiz Raimundo Carlyle de negar a absolvição sumária que havia sido pedida pela maioria deles. Procurados pela reportagem do Nasemana, todos se negaram a comentar a decisão do magistrado.Na decisão, o juiz escreveu: "Não se pode olvidar que, neste momento processual, a dúvida deve ser interpretada em favor da sociedade (pro societate), e não do réu (in dubio pro reo), de sorte que, diante da incerteza acerca da autoria do crime, o mais adequado é dar prosseguimento ao feito, até final julgamento, após a produção probatória pertinente, com o necessário contraditório e a mais ampla defesa, constitucionalmente assegurados".
Atualmente, apenas seis dos 14 vereadores denunciados renovaram seus mandatos.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Sarney usou cargo para ajudar fundação, diz jornal

Na quinta-feira, senador disse não ter responsabilidade sobre instituição.
Fundação Sarney teria desviado recursos para empresas fantasmas.
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), teria usado o cargo de senador para defender interesses da Fundação Sarney segundo reportagem publicada pelo jornal "Folha de S. Paulo" nesta sexta-feira (10).
Na quinta-feira (9), para contestar uma denúncia feita pelo jornal “O Estado de São Paulo”, de que a Fudação Sarney teria desviado recursos de um convênio de R$ 1,3 milhão com a Petrobras para empresas fantasmas e outros negócios da família.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Sandra recebe apoio da classe médica para piso de sete mil

A reunião entre a deputada federal Sandra Rosado (PSB-RN) e representantes da classe médica serviu para a categoria apoiar o parecer da parlamentar que defende piso salarial de R$ 7 mil reais para médicos e cirurgiões-dentistas. Sandra Rosado é relatora na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados do Projeto de Lei 3734 de 2008, que trata do benefício.
O concorrido encontro contou com a participação de representantes das mais variadas entidades médicas, como o presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), José Luiz Gomes do Amaral, Conselho Federal de Odontologia (CFO), Miguel Nobre, da Federação Nacional de Médicos (FENAM), Paulo Argollo, além de presidentes de Conselhos Regionais de Medicina (CRM) e sindicatos de médicos.
Sandra Rosado esclareceu que vai apresentar parecer favorável ao texto apresentado pelo deputado federal Ribamar Alves (PSB-MA), e que sua maior preocupação é poder contribuir com uma maior qualidade no atendimento da saúde no Brasil. “E acredito que oferecer uma remuneração digna é valorizar uma classe que merece todo nosso respeito. Sei que enfrentaremos posições contrárias, mas de minha parte vocês terão todo meu apoio”, disse Sandra Rosado.

Rosalba, regulamentação da atividade de mototaxista

Relatora na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do projeto que tramitava no Congresso Nacional havia quase dez anos, regulamentando a atividade de mototaxista e motoboy, a senadora Rosalba Ciarlini comemorou a aprovação da matéria, considerando que foi feita justiça. "São quase três milhões de brasileiros que trabalham na informalidade", afirmou a senadora, que abriu dezenas de pronunciamentos que antecederam a votação do projeto.
Rosalba fez questão de esclarecer que a autonomia dos municípios continuará sempre respeitada na concessão e que a regulamentação e fiscalização do serviço ficarão com o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN). No parecer favorável, a senadora afirmou que "no Nordeste, 88,2% dos municípios já contam com o serviço. Não há como ignorar esse aspecto social". Rosalba acrescentou que o serviço de mototáxi surgiu como uma alternativa de enfrentamento do desemprego.
Ainda na tribuna, a senadora apresentou aplauso aos mototaxistas do Rio Grande do Norte pela conquista dos direitos trabalhistas e previdenciários. Rosalba disse ter acompanhado a expectativa das pessoas que já estavam trabalhando nesse tipo de transporte de passageiros havia muito tempo, e que todas as vezes que volta ao Estado recebe manifestações de apoio por ter priorizado a votação do projeto na CAS e pelo parecer favorável.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Pouco dinheiro para serviços públicos

A informação é do presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann. De cada R$ 3 arrecadados o governo tem pouco mais de R$ 1 para investir. O resto é comprometido com o pagamento dos juros da dívida e transferências de programas como os da Previdência e do Bolsa Família, ou seja, a capacidade de investimento público ainda é muito débil.
E alimenta a crise de financiamento do Estado brasileiro nos três níveis federativos.

Henrique Alves manda Agripino cuidar dos Democratas

O presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), deputado federal Henrique Eduardo Alves, reagiu às declarações do presidente estadual do DEM, senador José Agripino Maia que sugeriu ao peemedebista que escutasse as bases partidárias antes de decidir a respeito da aliança com os partidos do bloco de apoio ao presidente Lula. Ao ser entrevistado ontem pelo jornalista Carlos Skarlack no Jornal do Meio-Dia (Rádio Abolição FM), Henrique Eduardo Alves mandou José Agripino cuidar dos Democratas. "Tenho respeito e amizade com o senador José Agripino, mas a questão do PMDB é do PMDB e a questão do DEM é do DEM", reagiu o parlamentar afirmando que cuida do seu partido e espera que o senador proceda da mesma forma em relação aos Democratas.
Ao analisar a aliança do PMDB com o antigo PFL (atual DEM), o deputado Henrique Alves fez questão de dizer que ela não foi a melhor para o PMDB. Ele disse reuniu na semana passada mais de 30 prefeitos do partido e revela que frequentemente escuta todas as lideranças da legenda. "O resultado da nossa aliança com o DEM não sei se foi a melhor para nós porque nós perdemos o Governo do Estado. Nós perdemos, por exemplo, em Pau dos Ferros que é uma base do DEM e lá a senadora Rosalba venceu por quatro mil votos e Garibaldi perdeu por quatro mil votos. Nós perdemos em Assu que é uma base importante do DEM e a senadora venceu lá por três mil votos e o senador Garibaldi Filho perdeu a disputa pelo governo em Assu por três mil votos. É questionável a correspondência dessa aliança que muita gente pensa que está fazendo o melhor, mas não está. Desta vez eu acompanhar muito de perto a condução desta aliança.
O dirigente peemedebista voltou a dizer que a grande prioridade do PMDB no Rio Grande do Norte é a renovação do mandato do senador Garibaldi Alves Filho.

Conselho de Ética rejeita até pena branda contra o deputado do castelo

CASO IMPUNE!!!
Na semana passada, cassação do deputado Edmar Moreira foi rejeitada.
Nesta quarta, parlamentares decidiram que não cabe nem pena mais leve.
O Conselho de Ética da Câmara rejeitou o pedido de cassação do mandato do deputado edmar Moreira (Sem partido - MG), conhecido como deputado do castelo, e, nesta quarta-feira (8), decidiu também rejeitar a proposta de suspender algumas prerrogativas parlamentares de Moreira. A mais dura sanção seria a que o impedia de discursar em plenário por 120 dias.
Caso fosse aprovada, a pena branda também impediria Moreira de encaminhar seus discursos para publicação no Diário Oficial da Câmara, participar de cargos na mesa diretora, relatar projetos e integrar funções de presidência e vice-presidência em comissões da Casa. Moreira já não ocupava cargos na mesa, nem tinha projetos sob sua relatoria ou chefiava comissões.
Todas as outras prerrogativas parlamentares como votar, receber salários, utilizar a verba indenizatória, entra outras ficariam mantidas.
O novo parecer foi rejeitado por sete votos a três. Houve ainda três parlamentares que se abstiveram. Com isso, o presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), teve que convocar mais um relator para o caso. Esse parlamentar só poderá fazer um relatório final pela absolvição de Moreira.
Na semana passada, cassação do deputado Edmar Moreira foi rejeitada.
Nesta quarta, parlamentares decidiram que não cabe nem pena mais leve.
O Conselho de Ética da Câmara rejeitou o pedido de cassação do mandato do deputado edmar Moreira (Sem partido - MG), conhecido como deputado do castelo, e, nesta quarta-feira (8), decidiu também rejeitar a proposta de suspender algumas prerrogativas parlamentares de Moreira. A mais dura sanção seria a que o impedia de discursar em plenário por 120 dias.
Caso fosse aprovada, a pena branda também impediria Moreira de encaminhar seus discursos para publicação no Diário Oficial da Câmara, participar de cargos na mesa diretora, relatar projetos e integrar funções de presidência e vice-presidência em comissões da Casa. Moreira já não ocupava cargos na mesa, nem tinha projetos sob sua relatoria ou chefiava comissões.
Todas as outras prerrogativas parlamentares como votar, receber salários, utilizar a verba indenizatória, entra outras ficariam mantidas.
O novo parecer foi rejeitado por sete votos a três. Houve ainda três parlamentares que se abstiveram. Com isso, o presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), teve que convocar mais um relator para o caso. Esse parlamentar só poderá fazer um relatório final pela absolvição de Moreira.

A terapia do beijo!

Saber beijar é uma terapia que os casais que se amam devem praticar, estudando e aprimorando para se beijar cada vez melhor e propiciar cada vez mais a alegria, a felicidade e o prazer de um para o outro.

Portanto, são terapeutas do beijo todas as pessoas que beijam por amizade, por amor ou por solidadriedade, com a intenção de despertar no outro essa energia equilibrante, harmonizante e unificante de todos os componentes universais, desde o nosso microcosmo ao macrocosmo: o Amor.

Para todos nós

Aliado a boas palavras, a um olhar de aprovação, a um sorriso animador, a um abraço de irmandade e fraternidade, devem os terapeutas do beijo dar um beijo carinhoso de familiaridade, seja numa criança carente, num velhinho abandonado na rua, numa pessoa internada numa clínica de repouso, numa pessoa inválida ou enferma, e fazer algo mais por essas pessoas, como disse aquele Sublime Sábio:

" Faze a outrem aquilo que desejas te seja feito ", porque a Terapia do Beijo está indicada para todos nós, para todas as pessoas, sempre que se fizer necessário, pois o beijo é um ato de Amor ".

Então, agora só nos resta......